Novela britânica terá um adolescente transexual

02/08/2010 21:09

     

 

Uma novela britânica quer discutir a transexualidade introduzindo, a partir de agosto, um adolescente transexual em sua trama.

A personagem de 15 anos, Jasmine, "é um garoto preso no corpo de uma garota", nas palavras dos produtores de Hollyoaks, exibida no Channel 4.

Jasmine aparecerá pela primeira vez na trama da novela britânica no dia 2, fazendo o papel da filha superprotegida da família Costello que volta de uma temporada nos Estados Unidos.

Entretanto, logo os telespectadores ficarão sabendo que Jasmine leva uma vida dupla e se veste como Jason em segredo.

O papel será interpretado pela atriz Victoria Atkin, 23.

"É um privilégio poder interpretar um papel tão desafiador, e existe muita pressão para que seja interpretado com justiça. Mas esse é meu trabalho e pretendo garantir que o papel seja realista para aquelas pessoas com transtorno de identidade e gênero", disse a atriz.

 

Pesquisa

Para ajudar a dar autenticidade ao personagem, os produtores de Hollyoaks buscaram ajuda de organizações que trabalham com o tema e recolheram o testemunho de diversos adolescentes transexuais masculinos e femininos.

Uma das organizações envolvidas é a Tavistock and Portman NHS Foundation, em Londres, que oferece a única clínica pública no país dedicada a ajudar crianças e adolescentes com questionamentos de identidade.

A clínica recebeu no ano passado 97 pessoas que têm, em comum, o fato de sentirem-se como um estranho no próprio corpo. Quase metade delas tinha 14 anos ou menos.

Outra novela britânica, Coronation Street, da rede ITV, tem desde 1998 um personagem transexual - Hayley/Harold, interpretada pela atriz Julie Hesmondhalgh.

Mas a aparição de Jasmine levantará a discussão da questão na fase adolescente. A trama mostrará o caminho de autodescoberta da personagem e explorará os efeitos desse tipo de situação dentro da família.

Na trama, Jasmine/Jason é tratada como uma "eterna garota" pelo pai, o ex-jogador de futebol Carl, e a mãe, a ex-modelo Heidi.

"Obviamente, sendo uma garota que gosta do seu corpo, é difícil para mim imaginar como você detestaria ter nascido no corpo errado. É difícil entrar no espírito, mas é como qualquer outro personagem, uma vez que você entra, a coisa funciona", disse Atkin.

O produtor Paul Marquess rejeitou que a aparição de Jasmine seja apenas uma estratégia para ganhar audiência.

"Não acho que seja sensacionalista. Eu cresci como gay em Belfast quando não havia ninguém para falar sobre o assunto, não havia exemplos positivos. Eu conheci o isolamento absoluto de não conhecer ninguém a quem recorrer", disse Marquess ao jornal "The Guardian".

 

Fonte: O Globo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!