Minas Gerais cria núcleo destinado ao público LGBTT

23/10/2011 13:36

 

O Governo de Minas, por meio da Polícia Civil, inaugurou nesta quinta-feira (20) o primeiro Núcleo de Atendimento e Cidadania à População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (NAC/LGBT). A solenidade reuniu cerca de 100 pessoas no bairro Barro Preto, em Belo Horizonte.

A partir da criação desta unidade, a população LGBT poderá contar com uma proteção formal da Polícia Civil de Minas Gerais. O NAC/LGBT funcionará na sede da Divisão Especializada de Crimes contra a Mulher, Idoso e Portador de Deficiência, de 8h às 18h30. O núcleo fará o primeiro atendimento, lavrando, quando for o caso, a ocorrência e encaminhando o procedimento a uma das unidades da Polícia Civil, que fará a investigação.

A titular da Divisão, delegada Margaret de Freitas Assis Rocha, enfatizou que a criação do núcleo representa um grande marco institucional, pois é peça importante das políticas públicas de respeito e valorização da vida.

“É importante frisar que este serviço vem atender aos anseios dos movimentos sociais da população LGBT”, ressaltou a delegada durante o discurso.

De acordo com Margaret de Freitas, por meio do núcleo, será possível fazer o acompanhamento da ocorrência policial relacionada à identidade de gênero e orientação sexual, desde a avaliação preliminar do fato; registro da motivação presumida do crime, com a correta orientação da vítima; registro e a requisição de exames necessários, além do encaminhamento do caso à unidade policial da área para apuração e, finalmente, consolidação dos resultados obtidos.

O superintendente de Informações e Inteligência Policial da Polícia Civil, delegado geral Wellington Peres Barbosa, esteve na solenidade representando o chefe de Polícia Civil, delegado-geral Jairo Léllis Filho, elogiou a iniciativa e lembrou que o objetivo do núcleo é oferecer um tratamento digno e de respeito à população LGBT. O chefe do Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família, delegado Leonardo Vieira Dias, também participou da cerimônia.

A coordenadora Especial de Políticas de Diversidade Sexual, Walkiria La Roche, compareceu ao evento e frisou que a criação da unidade é uma resposta da Polícia Civil ao preconceito em Minas Gerais.

A equipe responsável pelo atendimento na unidade será chefiada pela delegada Margaret de Freitas Assis Rocha e composta pelos investigadores Ellen Maria Lopes de Carvalho, Claudio Ebeaid, Reinaldo Pereira da Silva e pela psicóloga Vânia Márcia Lunard.

Núcleo de Atendimento e Cidadania à População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (NAC/LGBT). Horário de funcionamento: 8h às 18h30
Local: Rua Paracatu, nº822– Bairro Barro Preto – Belo Horizonte/MG

Fonte: www.farolcomunitario.com.br/mg_005_1615-minas-combate-o-preconceito-com-criacao-de-nucleo-destinado-ao-publico-lgbt.php


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!