João W. Nery

15/05/2010 14:46

João W. Nery foi o primeiro caso de transexualidade masculina a se ter notícia no Brasil, tendo realizado sua transição em 1977, em plena ditadura militar, vindo a público em 1985, ano em que lançou o livro "Erro de pessoa".  A cabeça já nasceu pronta, mas fisicamente falando, Joana virou João W. Nery de vez aos 27 anos, em 1977, 20 anos antes de esse tipo de cirurgia ser legalizada no país.

 

João foi operado pelas mãos do Dr. Roberto Farina, renomado cirurgião plástico, que cinco anos antes havia transformado o primeiro homem em mulher do Brasil, sendo inclusive preso por lesões corporais por isso. O “pacote homem” incluía a retirada das mamas, útero (adeus, “monstruação”), um forte tratamento hormonal à base de testosterona e… é isso.

 

Para João é com zero pau que se constrói um homem: “O que é ser macho? É ter peru, mijar em pé? Eu já era homem anos antes da cirurgia. Há uma série de gente que perde o pênis em acidentes, problemas circulatórios, mas ninguém fala. É difícil encontrar uma prótese normal, de pênis flácido, por exemplo. Como ir à praia? De barraca armada? Você só acha prótese rosa, amarela, com vibrador. Tudo que você não deseja num pau”.

 

Em novembro de 2011, João lançou seu segundo livro, "Viagem Solitária", autobiografia publicada pela Editora Leya.

 

 

Fonte: transhomembrasil.blogspot.com/2010/03/corpo-estranho.html

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!