Conselho Europeu exige a retirada da transexualidade dos catálogos médicos

03/08/2011 09:29

 

O Conselho Europeu pediu aos organismos médicos internacionais a remoção da transexualidade  da lista de doenças, uma vez que essa inclusão ajuda a patologização do grupo de transexuais. Organizações LGBTT acolheram o pedido do Conselho Europeu.

 

No próximo ano de 2012, a Organização Mundial de Saúde (OMS) realizará uma revisão dos manuais internacionais de doenças que existem hoje.  O próximo manual será publicado em 2013.

A Espanha pediu em junho de 2010 à  OMS que nesta próxima revisão exclua @s transexuais  da lista de doenças com o objetivo de  colaborar na despatologização da transexualidade.

 

Thomas Hammasber, Comissário Europeu para os Direitos Humanos, vem divulgando a posição do Conselho Europeu sobre a exclusão das transexuais das listas de doenças da OMS.  Hammasber exigiu ao organismo internacional que deixe de considerar "disforia de gênero" como uma doença mental.

A petição do Conselho Europeu não se estende apenas à OMS, mas também abarca qualquer organismo médico que continue considerando a transexualidade como uma enfermidade.

Associação  de Transgêneros da Andaluzia (ATA) expressou que está esperando que "os Estados membros da União Europeia  se somem à tal iniciativa e solicitem a desclassificação da transexualidade como uma doença mental."

 

Fonte: noticias.universogay.com/el-consejo-de-europa-ha-exigido-que-se-deje-de-considerar-la-transexualidad-como-una-enfermedad__02082011.html#.TjikNCm0QMY.facebook

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!