Britânicos não precisarão optar entre gêneros masculino e feminino nos passaportes

19/09/2011 15:25

 

A identificação de gênero dos cidadãos britânicos nos passaportes não é mais obrigatória, conforme informou nesta segunda-feira (19/09) o jornal local Daily Mail. A medida, proposta pelo Partido Liberal, visa "respeitar os transsexuais".

De acordo com o jornal, ao apresentar os documentos em algumas fronteiras, os transsexuais enfrentam situações de constrangimento por não aparentarem ser do mesmo sexo que consta no passaporte.

Para evitar casos de preconceito, o governo britânico permitirá que os cidadãos optem por não escolher entre o sexo masculino e o feminino. Nos novos documentos, segundo o Daily Mail, a informação sobre o gênero continuirá existindo, entretanto o campo poderá não ser preenchido.

Na semana passada, a Austrália anunciou que o governo disponibilizará três opções de gênero nos passaportes do país: homem, mulher e indeterminado, também para acabar com a discriminação contra os transexuais.

De acordo com as informações, cidadãos transexuais e aqueles com sexualidade ambígua poderão agora optar pelo género indefinido "X", numa escolha que terá de ser baseada em relatórios médicos.

No Reino Unido, as discussões sobre as modificações nos passaportes está sob prerrogativa real e pode ser regularizada nos próximos dias.

Até agora, em nenhum país a escolha só poderia ser feita entre homem e mulher, e ninguém estava autorizado a mudar a escolha de gênero no passaporte sem se submeter a uma operação de mudança de sexo.

 

Fonte: operamundi.uol.com.br/conteudo/noticia/BRITANICOS+NAO+PRECISARAO+OPTAR+ENTRE+GENEROS+MASCULINO+E+FEMININO+NOS+PASSAPORTES_15309.shtml


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!