150 mil pessoas na XX Marcha do Orgulho LGBTT de Buenos Aires

08/11/2011 14:47

Com o tema “Lei de identidade de gênero já – reconhecimento para nossos filhos filhas”, a 20ª edição da Marcha do Orgulho LGBT T de Buenos Aires tomou as ruas da capital argentina no sabado passado, 5 de novembro de 2011. A concentração começou cedo e a manifestação partiu às 18h, na histórica Plaza de Mayo, e seguiu até o Congresso. Antes, uma feira aconteceu antes na concentração junto com shows, que continuaram próximo ao Congresso.

Mais de 150 mil pessoas participaram da manifestação que tem tom político forte e a participação alegre de gays, lésbicas, bissexuais, trangêneros e simpatizantes. Comemorando o fato de ser o primeiro país a autorizar o casamento gay, e a reeleição da presidente Cristina Kirchner, apoiadora da causa, a parada também ressaltava a importância de uma legislação contra a homofobia. Em uma lista de exigências, os manifestantes pediam o fim do código de conduta e contravenções ainda vigente, do regime militar, que criminaliza o afeto entre homens e mulheres em público, criminalizam a homossexualidade ou usar roupas do sexo o posto.

Essas leis ainda existem em várias províncias do país. O grupo pede ainda a criminalização da violência homofóbica, educação nas escolas, legalização do aborto, violência contra mulheres transexuais e ainda saúde, justiça, educação e trabalho para todos. Parentes e amigos do marinheiro gay Octavio Romero, assassinado em 17 de junho deste ano, protestavam contra os 4 meses de silêncio sobre a morte não esclarecida do rapaz de 33 anos, que iria se casar no próximo mês. O grupo levou cartazes vermelhos, pedindo providências pela morte de Romero, que ainda permanece um mistério.

 

      

 

 Fotos by Susy Shock - BsAs

 

Fonte: www.revistaladoa.com.br/website/artigo.asp?cod=1592&idi=1&moe=84&id=18707


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!