Rede de contato

Rede de contato

Sou transhomem... e daí? | 19/07/2010

Na enquete da página inicial, o item mais votado foi a disponibilização de uma rede de contato entre os transhomens ou FTM. Então, se você quiser conhecer outros trans, deixe seu contato aqui.

Use este espaço da forma que você achar mais interessante! Fique à vontade!

Re:Rede de contato

Samantha | 21/01/2011

Certo, temos todos que fazer a nossa parte para que um dia possamos viver como bem entendemos e quisermos, mas fica aqui uma pergunta que gostaria de ter respondida, como ficam as relacoes afetivas? Como posso auxiliar para que outras mulheres como eu possam amar e construir um futuro junto com um homem especial como os trans? Se mal existe apoio para os que tem esse problema de identificacão, como pode uma simples apaixonada pelo assunto ajudar?

Re:Rede de contato

Angie | 26/01/2011

Oi, Samantha! Seu comentário me interessou por trazer à tona a questão da afetividade em relação à homens trans, e porque você pergunta como ajudar outras mulheres... Eu acho que afeto, gostar, querer bem, passa pelo absoluto respeito ao outro, aos desejos do outro (ou da outra, enfim!), aos processos e trajetória do outro. Claro que esse respeito deve começar em nós mesmas, é preciso SE respeitar para respeitar quem amamos e/ou desejamos, mas penso que o fundamental é mesmo o respeito, a cumplicidade, a parceria, a vontade de estar junto, e com isso, a "ajuda" de que você fala vai surgir na fluência da relação, desse estar junto mesmo! Uma mulher heterossexual que se apaixone e se relacione com um homem trans também heterossexual deve abstrair suas noções pré-concebidas, deve estar disposta a dialogar, conhecer, aproximar, aprender, e VIVER integralmente a experiência ao lado do homem que está com ela, penso eu. Espero ter colaborado de alguma forma, desculpa pela mensagem enorme!

Re:Rede de contato

Duda | 05/02/2011

Ola gostaria de conhecer outros Transhomens, o meu contacto e duda_65@otmail.com

Re:Re:Rede de contato

Cell | 01/05/2012

te add no msn... para conversar...

cris.schroeder@uol.com.br

Cris | 16/01/2012

Sou homem num corpo de mulher, e gostaria de conhecer pessoas transhomem. cris.schroeder@uol.com.br

Re:Rede de contato

Dominique | 10/06/2012

Olá,
Gostaria de fazer amigos. Meu contato é zap_kr@hotmail.com (escrevam um e-mail para mim, e eventualmente podemos conversar no msn).

Tenho 24 anos. Não sei direito qual é a minha identidade sexual. Sinto vontade de me vestir como menino, de ter cabelos curtos e de mudar o meu nome, no entanto, não gostaria de passar por nenhuma cirurgia ou tratamento hormonal (porque gosto de me sentir como um menino, mas não como um homem). O que sou? Travesti? Ando meio infeliz por não saber como me assumir diante dos outros. Gostaria de fazer amigos experientes, que possam me dar dicas. Estou disposto a ajudar no que for preciso também.

Re:Rede de contato

igor | 21/07/2013

aletrolentino.tran@ig.com.br

Mês da campanha pela despatologização trans

Leslegrand | 24/10/2010

Ah! Finalmente vcs atenderam aos nossos pedidos! Legal! Proponho que a gente discuta aqui o tema da despatologização dos transexuais. É uma lástima ainda termos que passar por diagnósticos clínicos quando já sabemos que somos e o que queremos! O que vcs acham disso?

Re:Mês da campanha pela despatologização trans

cecília | 11/11/2010

Não existe um saber médico que diagnostique se uma pessoa é ou não transexual. Por isso falar em diagnóstico clínico de algo que não é diagnosticável a não ser pelo próprio indivíduo que está passando por essa situação é totalmente infundado e ilógico.
Pela despatologização dos trans urgente. Pela despatologização dos trans e pela liberdade de assumir a identidade de gênero escolhida e direitos civis decorrentes dessa escolha, sem burocracias.

1 | 2 | 3 | 4 >>

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!